População elege quatro novos conselheiros tutelares e reconduz duas veteranas ao cargo

0

Neste domingo, seis de outubro, 2.971 eleitores de São Geraldo do Araguaia compareceram às urnas para eleger os cinco Conselheiros Tutelares do município, ocasião em que também foram escolhidos os suplentes do colegiado. Os titulares assumem o cargo dia 10 de janeiro próximo para o quadriênio 2020 a 2023.

Os eleitos neste domingo são Fabiana Gonçalves dos Santos Moura, 1303 votos; Ruthnete Resplandes Lima, 1161 votos; Aldeone de Sousa Medrado, 1045 votos; Aline Rodrigues Chaves, 1009 votos; e Idael Lima da Silva, 735 votos.

Entre os eleitos, Fabiana Gonçalves dos Santos Moura e Ruthnete Resplandes Lima foram reconduzidas ao cargo.

Já os conselheiros suplentes são Maria Francisca Santos Sousa, 627; Fabiano Santos Sousa, 554; Patrícia Alves Aguiar, 551; Welder Porto de Araújo, 503; Wesler Barbosa de Almeida, 486; e Francisca Pereira Leite Resende, 460.

Todos os conselheiros eleitos passarão por formação inicial antes de começar atuar no colegiado.

Eleição

Com apoio da prefeitura, a eleição foi organizada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), por meio da uma comissão eleitoral, que teve a fiscalização do Ministério Público, através do promotor de justiça Erick Ricardo de Souza Fernandes.

Conforme o promotor, o processo eleitoral transcorreu dentro do planejamento previsto. “A eleição dos conselheiros tutelares de São Geraldo do Araguaia aconteceu de forma equilibrada. Ainda com uma expressiva quantidade de votos conseguimos terminar a apuração em tempo hábil”, destacou Erick, elogiando o trabalho da comissão do processo eleitoral. A contagem dos votos terminou às 21h45min.

O presidente da comissão eleitoral, Francisco dos Santos, corroborou a tranquilidade do certame. “Houve várias reuniões com os candidatos para que garantir que houvesse uma eleição transparente onde todos ficassem satisfeitos com o trabalho da comissão. Ao final, aconteceu conforme planejado”, elogiou Francisco.

Locais

O voto para escolha dos conselheiros foi em cédulas, facultativo e secreto. Na zona urbana, houve votação na Escola Municipal Raimundo Ferreira Lima e na Escola Estadual Macário Dantas; já na zona rural houve votação nas Vilas Dois Irmãos, Fortaleza e Novo Paraíso.

Teste

Durante o período de preparação, os interessados em concorrer ao cargo se submeteram a uma prova de 40 questões objetivas, de caráter eliminatório, que conteve questões sobre o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA).

Atribuição do conselho

O Conselho Tutelar é um órgão municipal responsável pela proteção dos direitos das crianças e adolescentes. O colegiado foi instituído, em nível nacional, junto ao ECA pela Lei 8.069 em 13 de julho de 1990.

A função dos conselheiros é voltada ao atendimento de crianças e adolescentes e aconselhamento dos pais e responsáveis.

 

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade