Prefeitura decreta luto de três dias pela morte da Professora Júlia Cambraia

0


A Prefeitura de São Geraldo do Araguaia decretou luto oficial de três dias nas repartições públicas do município pelo falecimento da professora Julieta Gaspar Cambraia, carinhosamente conhecida como Júlia, ocorrido na madrugada de hoje 25 de maio, no Hospital Regional de Marabá. Júlia foi mais uma São-geraldense vítima de covid-19.

Júlia Cambraia era formada em pedagogia e exercia o magistério na Educação Infantil desde 2002. Atualmente ela estava lotada na Centro de Ensino Municipal e Educação Infantil (CEMEI) Menino Jesus – Creche Menino Jesus, localizado no Bairro BEC, ao lado da Secretaria de Educação. A professora completaria 54 anos em outubro deste ano.

𝗦𝗲𝗺𝗲𝗱
A Secretária Municipal de Educação, Maria Eunízia, disse lamentar profundamente pela morte da profissional e roga a Deus para confortar a família enlutada.

“Hoje é um dia triste para todos os servidores da educação de São Geraldo do Araguaia. Perdemos uma das profissionais mais comprometidas com a educação infantil de nosso município. Isso é profundamente lamentável para todos”, clamou Eunízia, alertando a população que o isolamento social é a melhor forma de prevenção nesse momento tão dramático.

𝗣𝗿𝗲𝗳𝗲𝗶𝘁𝗼
O também professor, mas licenciado para exercer mandato de prefeito de São Geraldo do Araguaia, Edilson da Emater pranteou a morte da professora. “O falecimento da professora Júlia é de uma tristeza indescritível. É grande a lacuna que existirá pela falta da presença dela. Além do luto oficial decretado no município, lamento profundamente pela perda da profissional e peço a Deus para confortar a família enlutada”, disse Edilson.

𝗔𝗺𝗶𝗴𝗼 𝗱𝗲 𝗶𝗻𝗳𝗮̂𝗻𝗰𝗶𝗮
Júlia morava em São Geraldo do Araguaia desde a década de 1980, quando a família migrou do Tocantins para o Estado do Pará. Tempo que permitiu ela construir muitos amigos, respeito social e profissional. “A professora Júlia conjugava perfeitamente a simplicidade da existência humana com a importante missão de exercer, com orgulho, o ofício do magistério. Júlia tratava todos com carinho isonômico e sempre estava de bom humor”, detalhou o amigo de infância e também professor, Nilson Amaral.

𝗦𝗶𝗻𝘁𝗲𝗽𝗽
Representando a Subsede do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp) de São Geraldo do Araguaia, a coordenadora Nedyma Costa Lima alerta a categoria da educação sobre a letalidade do coronavírus. Para ela a morte de mais uma pessoa por causa da covid-19 concretiza que estamos vulneráveis a esse vírus mortal.

Com a voz trêmula demonstrando profunda comoção, Nedyma desabafa. “Nesse momento de dor, de pesar, de não poder abraçar um amigo, de não poder dá adeus à querida Júlia, meu sentimento é de profunda tristeza. Então peço aos servidores da educação de São Geraldo para ficarem em suas casas para se proteger e também resguardar a vida de quem amamos. A melhor prevenção nesse momento é o distanciamento social. Fique em casa”, clamou Nedyma.

𝗖𝗼𝗹𝗲𝗴𝗮𝘀 𝗱𝗲 𝘁𝗿𝗮𝗯𝗮𝗹𝗵𝗼
Nas redes sociais foram postadas várias homenagens com sentimento de perda e lamentação pela morte da professora, sobretudo pelos colegas de trabalho da professora.

“Adeus, minha amiga! Como custa aceitar esta despedida, como dói tentar imaginar como será o dia de amanhã sem ter você por perto. Mas mesmo não estando mais entre nós, você estará eternamente comigo, através de todas as lembranças que construí ao seu lado, e desta saudade que para sempre sentirei por você. Descanse em paz”, escreveu Tina Telma, uma colega de trabalho de Júlia, em um grupo de Whatsapp dos filiados ao Sintepp de São Geraldo.

𝗢𝘂𝘁𝗿𝗮
“A amiga e companheira Júlia, foi professora de minha filha que hoje tem 17 anos! Uma professora dedicada, amiga e muito carinhosa. Meus sentimentos aos familiares. Sentirei sua falta amiga, saudades eternas!”, escreveu outra uma mãe de aluna, no mesmo grupo de amigos.

𝗔𝘁𝗲𝗻𝗰̧𝗮̃𝗼
Neste momento de dor, a prefeitura de São Geraldo do Araguaia reitera a importância do isolamento social. Ficar em casa é a maneira mais eficaz de combater o Coronavírus.

COMPARTILHAR:
Compartilhar:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade